Advertisement

Ouça o momento em que a FAB confirma que não há sobreviventes nos destroços de helicóptero que estava desaparecido no litoral de São Paulo

Helicóptero desaparecido RObinson R-44 PMSP Polícia Militar do Estado de São PAulo

A Força Aérea Brasileira (FAB) confirmou agora pouco que não há sobreviventes nos destroços do helicóptero que estava desaparecido no litoral de São Paulo, em Paraibuna, na Região do Vale do Paraíba. 

A ação de resgate foi conduzida por um helicóptero H-60 Black Hawk e contou com o apoio Coordenação entre uma aeronave CASA SC-105 Amazonas (FAB6552) e o Salvaero Curitiba, entretanto, uma equipe de resgate de solo também acessou a mata por um helicóptero Águia da PMSP.

 

 

 

Com a equipe em solo para averiguar os destroços, foi confirmado 04 óbitos no local, ouça momento do boletim das vítimas a partir do minuto 8:19 no áudio abaixo: 

 

 
 
Durante 12 dias de buscas, a FAB e a PMSP uniram esforços em uma região de 5mil km² nas proximidades do litoral de São Paulo em busca do R-44 de prefixo PR-HDB. A aeronave estava desaparecida desde o dia 31 de dezembro, quando decolou do Campo de Marte em direção a Ilhabela, mas sequer chegou ao seu destino. 
 
Confira a notal oficial da FAB: 
 

“A Força Aérea Brasileira (FAB) informa que o helicóptero, de matrícula PR-HDB, desaparecido no litoral de São Paulo (SP), foi encontrado, nesta sexta-feira (12/01). As buscas, integradas pela FAB desde a segunda-feira (01/01), envolveram as aeronaves SC-105 Amazonas e H-60 Black Hawk, com um esforço de mais de 135 horas de voo.

Empregado pelo Quinto Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação (5º/8º GAV) – Esquadrão Pantera, de Santa Maria (RS), o helicóptero H-60 Black Hawk se deslocou para averiguação e confirmação do local da ocorrência, com nove tripulantes a bordo, assim como a aeronave SC-105 Amazonas, do Segundo Esquadrão do Décimo Grupo de Aviação (2º/10º GAV) – Esquadrão Pelicano, de Campo Grande (MS), com 15 tripulantes especializados.

Investigação da ocorrência aeronáutica

Investigadores do Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA IV), localizado em São Paulo (SP), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), foram acionados, nesta sexta-feira (12/01), para realizar a Ação Inicial da ocorrência envolvendo a aeronave de matrícula PR-HDB, na região de Paraibuna (SP).

Na Ação Inicial são utilizadas técnicas específicas, conduzidas por pessoal qualificado e credenciado que realiza a coleta e confirmação de dados, a preservação de indícios, a verificação inicial de danos causados à aeronave, ou pela aeronave, e o levantamento de outras informações necessárias ao processo de investigação.

A conclusão das investigações terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade de cada ocorrência e, ainda, da necessidade de descobrir os possíveis fatores contribuintes”.

 

Leia também: 

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 

Avatar

Autor: Gabriel Benevides

Redator Apaixonado por aviões e fotografia, sempre estou em busca de curiosidades no universo da aviação. Contato: [email protected]

Categorias: Notícias, Outros

Tags: Acidente Aéreo, fab, Força Aérea Brasileira, PMSP, R44, Robinson R44