Advertisement

Marinha dos EUA adquire drones de combate XQ-58 por US$ 15,5 milhões

Drone stealth de combate XQ-58 Valkyrie lançando outro drone, um Altius 600, durante testes. Foto: USAF.

A Marinha dos EUA (US Navy) adquiriu um par de drones de combate Karos XQ-58 Valkyrie. As aeronaves stealth não tripuladas foram compradas por US$ 15,5 milhões e serão avaliadas pela organização. 

O contrato, publicado pelo Departamento de Defesa, ainda inclui o fornecimento de sensores e armas, integração de sistemas e serviços de apoio logístico e manutenção aos drones. As aeronaves devem ser entregues à Marinha até setembro deste ano. 

Desenvolvido pela Kratos, da Califórnia, o XQ-58A é um drone de combate com características stealth, do tipo Loyal Wingman (‘ala leal’ em tradução livre). Trata-se de uma aeronave não tripulada, projetada para atuar em combate ao lado de aviões tripulados de forma independente por meio de inteligência artificial. 

Drone stealth Kratos XQ-58 Valkyrie também será avaliado pela Marinha dos EUA (US Navy).
Foto: USAF.

De baixo custo e alto desempenho, o XQ-58A é lançado através de foguetes e controlado por uma equipe em solo ou de um caça no ar. Um computador de bordo é capaz de determinar a melhor trajetória de voo e configurações de aceleração para cumprir os comandos. 

Capaz de ultrapassar os 800 km/h, o Valkyrie ainda possui características stealth, dificultando sua detecção pelo inimigo. Mesmo assim seu baixo custo o torna um drone “atritável”, ou seja, não é uma grande perda econômica caso seja abatido. Em voos de testes o modelo já atuou ao lado de caças F-22 e F-35 e até mesmo lançou um outro drone menor de seu compartimento interno.

Drone stealth loyal wingman XQ-58 Valkyrie
Drone XQ-58A em formação com caças F-35 Lightning II e F-22 Raptor. Foto: USAF.

O conceito de equipes tripuladas e não tripuladas (MUMT) é parte fundamental do Next Generation Air Dominance (NGAD), o programa da USAF que busca criar um caça de 6ª Geração, bem como uma família de sistemas de combate aéreo de nova geração. A Marinha conduz, em paralelo, seu próprio projeto, chamado F/A-XX. 

O Valkyrie ainda está em sua fase experimental e já vem sendo avaliado pela Força Aérea dos EUA desde 2019, ano em que fez seu primeiro voo. A organização recebeu recentemente os seus próprios XQ-58 e espera colocá-los em operação até o outono de 2023.

Com esta aquisição a Marinha se junta a equipe de testes do XQ-58, que o avaliará como parte do seu programa Penetrating Affordable Autonomous Collaborative Killer (PAACK). 

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 

Avatar

Autor: Gabriel Centeno

Estudante de Jornalismo na UFRGS, spotter e entusiasta de aviação militar.

Categorias: Militar, Notícias, Notícias

Tags: Drone, Marinha dos EUA, usaexport, XQ-58