Advertisement

Helicópteros AH-64 Apache dos EUA atingem 5 milhões de horas de voo

Capitão Sean Spence, o comandante do Task Force Eagle, pega "carona" em um AH-64 Apache durante um exercício de extração Apache no Kosovo, 2007. Foto: US Army.

A frota de helicópteros de ataque AH-64 Apache do Exército dos Estados Unidos (US Army) atingiu a marca de 5 milhões de horas de voo. O modelo, fabricado pela Boeing, está em operação desde 1986 e fez sucesso em uma série de operações militares ao redor do mundo. 

Segundo a Boeing, a marca equivale a  voar sem escalas por mais de 208.333 dias ou 570 anos e nove meses. Além disso, 1,3 milhão dessas cinco milhões de horas de voo foram realizadas durante o combate.

Apache us army Hellfire ah-64
Militares do Exército Americano carregando um míssil AGM-114 Hellfire em um AH-64 Apache. Foto: US Army.

“Com mais de cinco milhões de horas de voo, o Apache continua sendo confiável, versátil e letal”, disse Katie Yursky, vice-presidente interina de Programas de Helicópteros de Ataque e executiva sênior das instalações de Mesa, onde o helicóptero é fabricado. “Parabéns ao Exército dos EUA e seus aviadores do Apache por alcançar este marco incrível. Cada hora conta e estamos ansiosos para apoiar nossos soldados em seu próximo marco e além”.

Desde 1984, quando o primeiro AH-64 levantou voo, o Exército dos EUA operou Apaches de modelos A, D e E. O Exército dos EUA atualmente opera Apaches modelo D, além do AH-64E Apache Guardian.

“É um grande privilégio e uma honra fazer parte do programa Apache”, disse o coronel John (Jay) Maher, gerente do projeto Apache do Exército dos EUA. “O marco de cinco milhões de horas de voo é uma prova da confiabilidade e disponibilidade do Apache em algumas das condições mais exigentes do mundo. Apoiar os soldados que voam e mantêm o Apache é uma prioridade.”

 Capitão Sean Spence, o comandante do Task Force Eagle, pega "carona" em um AH-64 Apache durante um exercício de extração Apache no Kosovo, 2007. Foto: US Army.
Capitão Sean Spence, o comandante do Task Force Eagle, pega “carona” em um AH-64 Apache durante um exercício de extração Apache no Kosovo, 2007. Foto: US Army.

A Boeing está atualizando o modelo E para a versão 6.5, que incluirá software atualizado e integrando o novo motor de turbina aprimorado do Exército. Além disso, a empresa anunciou o Apache Modernizado em outubro de 2022, um conceito da Boeing alinhado com os futuros esforços de modernização do Exército dos EUA, mantendo o AH-64 um multiplicador de combate letal relevante e multidomínio para combatentes dos EUA e clientes internacionais.

Construído pela Boeing em Mesa, Arizona, o AH-64 é a aeronave de ataque escolhida por 19 forças de defesa em todo o mundo, com interesse internacional adicional. Em setembro de 2022, a Polônia anunciou a seleção do AH-64E Apache da Boeing para a nova frota de helicópteros de ataque das Forças Armadas Polonesas.

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 

Avatar

Autor: Gabriel Centeno

Estudante de Jornalismo na UFRGS, spotter e entusiasta de aviação militar.

Categorias: Militar, Notícias, Notícias

Tags: AH-64, Boeing, Exército dos EUA, usaexport