Advertisement

Embraer assina acordo para vender KC-390 à Arábia Saudita durante visita de Lula

KC-390 nas cores da Força Aérea Real da Arábia Saudita. Imagem via @SA_Defensa.

Seguindo na campanha de vendas do jato militar KC-390 Millennium, a Embraer assinou hoje (29) um Memorando de Entendimento (MoU) com a SAMI, empresa líder de defesa na Arábia Saudita. O acordo, assinado em meio a visita do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao reinado, busca a promoção do C-390 no país e poderá incluir a fabricação local do jato. 

Em nota, a Embraer diz que o memorando busca ampliar as capacidades de manutenção de aeronaves da Embraer no reinado. Assim, as empresas têm como alvo o estabelecimento de um Centro Regional de MRO (manutenção, reparo e revisão, na sigla em inglês) e de uma linha de montagem final para o Embraer C-390, bem como a integração do sistema de missão no Reino da Arábia Saudita.

Lula encerrou a visita ao país nesta quarta, onde buscou reforçar as relações com o reinado e promoveu a indústria brasileira. “Estou aqui na Arábia Saudita, no evento da Embraer, a terceira maior fabricante de aeronaves comerciais do mundo, para fortalecer o comércio entre os dois países”, disse o presidente em suas mídias sociais. 

Na semana passada, Lula já havia recebido uma comitiva da Suécia para falar sobre a exportação do C-390 ao país europeu, em uma venda casada que envolve a compra de mais caças F-39 Gripen para a Força Aérea Brasileira. 

“Estamos muito satisfeitos pela assinatura do acordo com a Embraer, que poderá trazer novas instalações de suporte e produção no país. O crescimento em nosso escopo de negócios e de capacidades destaca a dedicação da SAMI em avançar e apoiar o desenvolvimento do setor aeroespacial no Reino da Arábia Saudita”, afirma o Eng. Walid A. Abukhaled, CEO da SAMI.

“É mais um passo importante nos esforços da SAMI em apoiar a Saudi Vision 2030, para fortalecer a autossuficiência do país em defesa e contribuir para a localizar de 50% dos gastos com defesa no Reino da Arábia Saudita até 2030. Ainda que a expansão de nossas capacidades de MRO sejam importantes, a chave para esse acordo é o estabelecimento de atividades de treinamento conjuntas, para apoiar o desenvolvimento de talentos sauditas e a transferência de habilidades valiosas no setor aeroespacial”, completa.

Embraer e SAMI celebraram memorando na Arábia Saudita. Foto: Embraer.
Embraer e SAMI celebraram memorando na Arábia Saudita. Foto: Embraer.

Bosco da Costa Junior, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança, também disse estar satisfeito com o acordo, afirmando que é apenas o primeiro passo para maiores avanços nas cooperações de defesa entre Brasil e Arábia Saudita. “Com esse Memorando de Entendimento, a Embraer avança ainda mais em um mercado estratégico. Trabalharemos para agregar valor para a indústria local, para a Royal Saudi Air Force e para o Reino da Arábia Saudita.”

Assim como em outras negócios de sucesso, a Embraer quer vender o C-390 para substituir a já veterana frota de cargueiros C-130 Hércules da RSAF. O país possui 40 dessas aeronaves, sendo 33 para transporte e sete KC-130 para reabastecimento em voo. 

Embraer KC-390 - C-390 - Millennium da Força Aérea Brasileira. Foto: Gabriel Centeno.
Embraer KC-390 Millennium da Força Aérea Brasileira. Foto: Gabriel Centeno.

O KC-390 está em serviço com as forças aéreas do Brasil e Portugal e já foi selecionado pela Holanda, Hungria, Áustria e República Tcheca. Países como África do Sul, Emirados Árabes, Grécia e Índia já demonstraram interesse na aeronave. 

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 

Avatar

Autor: Gabriel Centeno

Estudante de Jornalismo na UFRGS, spotter e entusiasta de aviação militar.

Categorias: Militar, Notícias, Notícias

Tags: Arábia Saudita, Embraer, KC-390, usaexport