Advertisement

Como o Airbus A320 está revolucionando o setor no Brasil e influenciando a indústria aérea do Equador

Airbus A320neo Brasil Equador mercado

O Brasil tem um longo histórico de operações aéreas, sendo um dos maiores mercados de aviação comercial da América Latina. A família Airbus A320, uma aeronave de corredor único conhecida por sua eficiência e versatilidade, encontrou um lar acolhedor nas frotas de várias companhias aéreas brasileiras, como a LATAM Brasil e a Azul Linhas Aéreas, para atender à crescente demanda de passageiros.

A presença do modelo no Brasil é apenas uma parte da história da aviação na América Latina. Ao mesmo tempo, a aeronave também conquistou um lugar de destaque nas operações aéreas de muitos outros países da região, incluindo Argentina, Chile, México e Peru. Sua versatilidade a tornou uma escolha popular para operadores de vários portes, contribuindo para a eficiência e a conectividade regional.

Quando falamos sobre a América Latina, é essencial mencionarmos o Equador, cujo setor da aviação está alcançando novos horizontes à medida que o país aumenta a sua conectividade e moderniza a sua infraestrutura, aproveitando o tráfego aéreo como motor de crescimento e desenvolvimento. Nos últimos anos, novas companhias aéreas de baixo custo entraram em operação, novas rotas para destinos nacionais e internacionais foram inaugurados e aeronaves de última geração começaram a operar para melhor atender turistas e viajantes de negócios.

A aviação é crucial no Equador, onde as viagens rodoviárias são muitas vezes complexas devido aos riscos naturais e à grande variedade de altitudes e terrenos, desde a bacia amazónica até às montanhas andinas. O turismo internacional também está sendo reativado no país sul-americano após sua inatividade devido à pandemia.

O reaparecimento e a evolução da indústria equatoriana dependem em grande parte das aeronaves de corredor único fabricadas pela Airbus, especialmente a Família A320, que se tornou a opção preferida das companhias aéreas líderes de mercado do país, Grupo Avianca e Grupo LATAM Airlines.

Devido à sua eficiência de combustível, interior espaçoso e capacidade de operar em diferentes climas e altitudes desafiadoras, a Família A320 se encaixa perfeitamente no crescente setor aéreo equatoriano. A linha de modelos apresenta excepcional versatilidade e compatibilidade com outras aeronaves fly-by-wire da Airbus, permitindo que as operadoras adaptem o tamanho da aeronave à demanda da rota.

Outras vantagens da inovadora Família A320 incluem a cabine de corredor único mais ampla do mercado, oferecendo aos passageiros mais espaço pessoal e compartimentos superiores maiores. A versão A320neo de última geração também incorpora novos motores a jato e dispositivos de economia de combustível nas pontas das asas.

A Avianca Equador, parte do Grupo Avianca, com sede na Colômbia, expandiu sua frota para nove aeronaves, adicionando dois Airbus A320neos no início deste ano. Com capacidade para 180 passageiros em rotas nacionais e internacionais, as unidades apresentam economia de combustível e redução de CO2 de 20% em relação aos Airbus da geração anterior.

Em junho, a Avianca Equador inaugurou rotas diretas entre Quito, capital equatoriana, e Nova York, oferecendo cinco voos semanais com aeronaves Airbus A320. A companhia aérea expandiu sua malha incorporando uma rota direta entre Quito e Orlando (Flórida) em agosto com modelos A320.

A LATAM Equador, unidade do LATAM Airlines Group, com sede no Chile, também está expandindo seu alcance com aeronaves Airbus. A companhia aérea retomou o serviço direto entre Quito e Miami em outubro de 2022, operando voos diários com A320 da classe econômica na rota de 2.875 km.

O Equador teve outro marco de conectividade em junho passado, com a inauguração dos voos entre Quito e Cancún (México) da companhia aérea mexicana de custo ultrabaixo Viva Aerobus. A rota consiste em três voos semanais com aeronaves Airbus A320 e A321.

À medida que o A320 continua a abrir asas no Equador, o setor aéreo do país beneficia de políticas de apoio. O governo equatoriano reconheceu a importância das viagens aéreas através da redução dos impostos Eco Delta e Potencial Turístico em julho, o que reduziu o preço das passagens aéreas internacionais para todos os viajantes do país.

O Equador também assinou o Acordo de Céus Abertos com os Estados Unidos em novembro de 2022, tornando-se um dos mais de 130 parceiros no quadro internacional do transporte aéreo. A reabertura do importante Aeroporto Internacional General Eloy Alfaro, em Manta, em dezembro do ano passado, após um esforço de reabilitação, deverá posicionar ainda mais o país para receber viajantes internacionais.

Dados recentes sugerem que o Equador está participando da recuperação da indústria aérea global após a pandemia. Dados publicados pela Corporación América Airports S.A., uma das principais operadoras aeroportuárias privadas, mostram que o tráfego de passageiros no Equador cresceu 15% ano a ano em julho de 2023, com o tráfego total superando o nível registrado em 10,1% em julho de 2019.

Ao mesmo tempo, o país de cerca de 18 milhões de habitantes está a expandir a sua rede de ligações aéreas, com uma frota crescente de aviões Airbus de fuselagem estreita. Esta melhor conectividade irá proporcionar maior mobilidade à população equatoriana, ao mesmo tempo que aumentará o perfil do país como destino de negócios e turismo, aproximando o mundo da oitava maior economia da América Latina.

 

Leia também: 

 

 

Via: Airbus

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 

Avatar

Autor: Gabriel Benevides

Redator Apaixonado por aviões e fotografia, sempre estou em busca de curiosidades no universo da aviação. Contato: [email protected]

Categorias: Aeronaves, Notícias

Tags: Airbus, Airbus A320, Airbus A320Neo, LATAM, usaexport