Advertisement

Análise de mercado – Aviões Executivos

Exército Brasileiro 5º Batalhão de Infantaria Leve

Interessado em saber como anda o mercado de aviação executiva no país e no mundo? Leia este artigo até o fim e acredite, pode mudar muito a sua forma de pensar e até influenciar sua decisão de compra, caso esteja em processo de aquisição.

Antes de seguir adiante, saiba que a Aeroflap agora possui uma equipe de consultoria de compra e venda de aeronaves e podemos te ajudar especificamente para suas necessidades e requisitos. Não somos como as tradicionais empresas de venda de aeronaves, ou simples corretores de aviões. Aqui, possuímos experiência, capacitação e o mais importante, conhecimento. Entre em contato pelo e-mail [email protected] e solicite um reporte comparativo das aeronaves que cogita a compra, gratuitamente. Fique até o final e veja algumas opções de aquisição inteligente e lucrativa.

Voltando ao assunto, na nossa última análise de mercado escrita pelo mesmo autor deste artigo, o Rafael Payão, aqui na Aeroflap, deixamos claro o movimento depreciativo do total de aviões a pistão no Brasil e a tendência de crescimento da frota de turboélices, bem como de “jatos” executivos. Tais movimentos continuam, quando adicionamos os valores do mês de abril de 2023, conforme dados disponibilizados pela ANAC, através do Registro Aeronáutico Brasileiro, o RAB.

Aviões Executivos

Do gráfico acima, é curioso que numa simples projeção linear, considerando que a taxa de variação das aeronaves se mantenha estática, o total de aeronaves turboélices ultrapassa o total de aeronaves a pistão em 2035, sinalizando a tendência a curto e longo prazo da preferência do mercado da aviação executiva. O gráfico aponta somente aeronaves em condições normais de voos, excluindo aquelas que estão com CVA suspensos ou cancelados.

Em outras palavras, o Brasil está deixando de voar menos avião a pistão e passando a voar mais turboélices e jatos. Claro que outros fatores contribuem para a queda no número de aviões a pistão, como os constantes problemas com o AVGAS, suas respectivas logísticas, preços abusivos e fechamentos de bases, e também, o aumento dos compartilhamentos de aeronaves (o que aumenta o poder de compra de um equipamento mais caro) e até o total de acidentes registrados, conforme dados disponibilizados pelo CENIPA.

Aviões Executivos
Fonte: CENIPA

 

Apesar da queda mencionada, o número de aeronaves voando regularmente no Brasil registrou um superávit de 159 equipamentos (entre aviões e helicópteros), considerando as categorias TPP e TPX (particular e táxi aéreo, respectivamente), de 2023 até 2018, mesmo durante uma queda em 2021, desencadeada pela pandemia.

Aviões Executivos
Fonte: ANAC. RAB

 

Agora, olhando especificamente para os números de aviões, por tipo de motor, considerando somente TPP e TPX (aviação executiva), temos uma visão mais curiosa.

Aviões Executivos

Aviões Executivos

Contudo, destaque para o forte crescimento da frota de turboélices, de 2018 a 2023, onde tivemos o ingresso de 429 novos aviões no Brasil e, consequentemente, a saída de 306 aviões a pistão, de operação. Visto este número incrível, vamos analisar microscopicamente a frota de turboélices no Brasil e sua variação ao longo dos anos.

 

Aviões Executivos
Fonte: ANAC. RAB.

 

Da tabela acima, destaque para os quatro modelos, com maior número de aviões no Brasil:

1°: King Air, Série 90 (excluindo o F90), com 301 aeronaves em abril de 2023;

2°: Cessna Caravan e suas variantes, com 150 aeronaves em abril de 2023;

3°: King Air, série 200, com 141 aeronaves em abril de 2023;

4°: M-Class e suas variáveis, somente turboélices, com 101 aeronaves em abril de 2023.

 

Dos modelos acima, veja que o M-Class possui a maior variação, ou seja, a maior taxa de crescimento de todos, enquanto que a série 90 do King Air se mantém como último, até mesmo porque a fabricação da linha foi descontinuada em 2019. Mesmo assim, destaque para a pressão do mercado em encontrar e importar mais 90s para o Brasil. A segunda maior taxa de crescimento da frota pertence ao King Air, série 200, seguido do Caravan.

Quanto a variação mensal, no ano de 2023, vemos a mesma tendência.Aviões Executivos

Interessante, não? Nos conta, qual avião compraria? Quer uma dica? Aí, vai…

Considerando a pressão do mercado, a descontinuidade de fabricação e por ser a maior frota de aviões turboélices no Brasil, indicamos o King Air C90GTx como a melhor opção de compra, com possibilidade de significativo ágio de revenda a médio prazo. Ou seja, haveria a compra hoje do C90GTx, usaria o máximo que pode e ainda revenderia em alguns anos com potencial de lucratividade!

Uma segunda opção que indicamos, é o Caravan, tanto o curto, quanto o EX. Isso porque é uma aeronave extremamente versátil, de operação barata e um conforto interno que nenhum outro turboélice teria. É um avião que está em produção, atualmente, com entregas para daqui a um ano e meio. Diferentemente de outros modelos da aviação executiva, o Caravan é muito bem visto por empresas aéreas.

Enfim, quanto a preço de compra, veja abaixo algumas opções que indicamos serem as mais inteligentes e melhores compras de 2023:

Aviões Executivos

 

As aeronaves da tabela acima são reais e estão disponíveis para venda. Portanto, para mais informações, contato pelo e-mail [email protected]

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 

Avatar

Autor: Rafael Payão

Analista do mercado de aviação executiva da Aeroflap. Consultor de vendas e compras de aerovanes da Aeroflap. É piloto (PLA) com mais de 3000 horas voo, formado bacharel em Aviação Civil pela UAM e pós graduado em engenharia de manutenção aeronáutica pela PUC-MG.

Categorias: Aeronaves à venda, Aviação Geral, Executiva, Notícias

Tags: Caravan, King Air, vendas de aeronaves